Legibilidade e escândalo contábil

O índice de legibilidade Flesch mede a clareza e facilidade de leitura de um texto. Quanto maior, mais claro será o texto. Uma pesquisa nas cartas aos acionistas de empresas “admiradas” apresentou o seguinte resultado:

Lou Gerstner – IBM – 2001 = 45
Jack Welch – GE – 2000 = 44
Larry Page/Sergey Brin – Google – 2004 = 44
Meg Whitman – eBay – 2003 = 44
Warren Buffet – Berkshire Hathaway – 2003 = 43
Jeff Bezos – Amazon – 2003 = 40

Agora o índice para empresas associadas a escândalos

Dennis Kozlowsky – Tyco – 2001 = 29
San Wksal – ImClone – 2001 = 22
Richard Scrushy – HealthSouth – 2001 = 20
Ken Lay/Jeffrey Skilling – Enron – 2000 = 18
John Rigas – Adelphia – 2000 = 18
Gary Winnick – Global Crossing – 2001 = 17
Richard Grasso – NYSE – 2002 = 17

Fonte: Fuger, Hardaway, Warshawsky. Por que as Pessoas de Negócios Falam como Idiotas. Best Seller, 2007, p. 53

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: