Archive for the ‘acidentes’ Category

Acidentes

janeiro 4, 2007

Da Gazeta de hoje:

Acidentes de trânsito têm custos assustadores

Gazeta Mercantil

4 de Janeiro de 2007 – Quantificar o problema pode ser o primeiro passo para tentar uma solução. Os acidentes de trânsito no Brasil estão entre as principais causas de mortes, segundo o Ministério da Saúde. Se essa constatação já não significasse uma tragédia em si, o que dizer dos custos envolvidos e suas repercussões na economia do País extrapolando para muito além dos envolvidos diretamente? À procura de respostas, o Denatran promoveu e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) executou o estudo Impactos Sociais e Econômicos dos Acidentes de Trânsito nas Rodovias Brasileiras.

O relatório final acaba de ser publicado, depois de analisadas as estatísticas de estradas federais e estaduais (sete unidades da federação), entre julho de 2004 e junho de 2005. O custo anual atingiu nada menos de R$ 22 bilhões. Segundo o Ipea, “a maior parte refere-se à perda de produção, associada à morte das pessoas e interrupção das atividades também dos feridos, seguido dos custos de cuidados em saúde e aos associados aos danos nos veículos”. No estudo anterior, entre 2001 e 2003, centrado nas aglomerações urbanas e utilizando a mesma metodologia, o instituto havia contabilizado outros R$ 5,3 bilhões. Somando-se, o total alcança R$ 28,3 bilhões ou 1,54% do PIB (tudo o que o País produz por ano). Significa metade do crescimento atual da economia.

Na realidade, trata-se de análise conservadora por deixar de incluir os mortos até 30 dias após o acidente, bem como o tempo perdido nos congestionamentos, despesas judiciais, locação durante imobilização do veículo e outros ônus. Cada pessoa morta custa exatos R$ 270.165,00 e o total do acidente sobe a R$ 418.341,00. Um ferido representa R$ 36.305,00 e R$ 86.032,00, respectivamente.(Gazeta Mercantil/Caderno C – Pág. 3)(Fernando Calmon)

Custo de acidentes

janeiro 3, 2007


O IPEA fez uma extensa pesquisa para determinar o custo dos acidentes (Impactos Sociais e Econômicos dos Acidentes de Trânsito nas Rodovias Brasileiras). Esse estudo, divulgado na página do IPEA, faz parte de um projeto de pesquisa para investigar o trânsito no País.

Usando dados dos acidentes ocorridos nas estradas brasileiras, o IPEA procurou medir os custos associados ao acidente, incluindo o custo associado às pessoas (atendimento hospitalar, perda deprodução, remoção e gasto previdenciário), custos associados aos veículos (danos materiais, perda de carga e reposição), custos institucionais (processos judiciais e atendimento policial) e outros custos.

A partir da base de dados dos acidentes, fez-se uma pesquisa por amostragem e, partir da mensuração dos custos dos acidentes que compuseram essa amostragem, estimou-se o custo total.

O resultado mostrou que nas rodovias federais o custo estimado anual foi de R$6,5 bilhões, a preços de dezembro de 2005. Os acidentes com vítima representam R$3,2 bilhões desse valor, com um custo médio de R$86 mil. Já os acidentes com fatalidade possuem um custo de R$2,2 bilhões, com média de R$418 mil.

Quando o IPEA fez a comparação com o tipo de custo encontrou que o custo associado a pessoa corresponde a R$4,5 bilhões do valor total, sendo R$1,4 bilhão de custos hospitalares, R$2,9 bilhões de custos com perda de produção.

A partir dos dados das rodovias federais o relatório faz uma extrapolação para incluir todas as rodovias. O total do custo dos acidentes chega a R$22 bilhões.

Apesar desse número, a percepção das pessoas quando a disposição a pagar (DAP) é baixa. Os indivíduos acreditam que já pagam muito com impostos e taxas.

Muito bom.