Archive for the ‘correlação’ Category

Capa e Mercado

fevereiro 14, 2008


A foto é de Marisa Miller, modelo norte-americana, 1,73 m, 50 kg, 29 anos e capa da Sports Illustrated Swimsuit Issue deste ano. São dois objetivos da foto de Marisa.

Em primeiro lugar, a foto da capa de Marisa Miller significa que o mercado acionário norte-americano terá um bom desempenho em 2008. Nos últimos 30 anos, toda vez que uma modelo norte-americana foi capa desta revista a SP 500 teve um ganho de 13,9%. Quando foi uma modelo de outro país, inclusive do Brasil (1978) o ganho da SP é de 7,2% em 11 anos.

A série histórica está abaixo:


O segundo motivo de colocar a Marisa neste blog é óbvio, não?

Anúncios

Religião e Riqueza

novembro 1, 2007

A figura acima foi obtida neste endereço. Mostra a relação entre o número de igrejas por dez mil pessoas e o PIB per capita da população. Ou seja, existe uma relação inversa, e razoavelmente forte, entre a riqueza de um país e o grau de religiosidade. A figura abaixo apresenta alguns países, sendo que os Estados Unidos e o Kuwait são pontos fora da média.

Bovespa segue a Bolsa dos EUA

outubro 18, 2007

Bolsa Hoje informa que a Bovespa deve seguir o comportamento das bolsas estrangeiras em “Por haver diversas empresas com ações negociadas na Bolsa de NY, através de ADRs, o que acontece lá acontece aqui. Nosso mercado está atrelado aos mercados americanos. A BOVESPA nunca irá descolar dos movimentos externos.”

Já tinha sido notado que a correlação entre os mercados brasileiros e internacionais estava tendendo com o passar do tempo para valores elevados, próximos de um.

Correlação espúria

setembro 29, 2007

Correlação espúria é o nome que se dá para a existência de relação estatística entre duas ou mais variáveis, mas sem significado teórico. Por este motivo é comum afirmar que a correlação não significa causação.

Uma notícia interessante aqui afirma que a melhor medida de correlação com o índice da bolsa de valores norte-americana (SP 500) é a produção de manteiga em Bangladesh. Este é um exemplo de correlação espúria.

Links

agosto 29, 2007

1. Viés do Otimismo e Decisão de investimento

2. Otimismo e investimento

3. The Journal of Spurious Correlations

4. Ranking de Periódicos em Economia

5. Estudo diz: não faça muitas coisas ao mesmo tempo. Você não é um computador

Desempenho dos executivos

agosto 20, 2007

Sobre a notícia do NYTimes (aqui) onde se comprova a relação entre destaque dos executivos na imprensa e redução na qualidade do desempenho das empresas, Barry Ritholtz (aqui) destaca um ponto interessante: há uma confusão entre correlação e causação. O fato de uma coisa ocorrer próxima a outra não significa que uma causou a outra.

Correlação entre mercados

junho 21, 2007


As duas figuras (fonte aqui) mostram a existência de uma forte correlação entre o mercado brasileiro e o mercado norte-americano. Esta correlação era de 0,6 há dez anos e hoje atinge a 0,73. Maior correlação significa menos diversificação para o investidor ao compor uma carteira.

Links

junho 1, 2007

1. Tamanho do dedo e desempenho em matemática – Correlação espúria?

2. Avaliar marca é difícil. Cuidado com algumas pesquisas.

3. Uma listagem dos viéses cognitivos da decisão humana. 26 razões para explicar a irracionalidade humana

4. Uma discussão com Richard Thaler

5. Não sou Diretor da Economia, mas deu no Jornal Nacional

6. Um produto para evitar paparazzi.

Correlação e crise

março 26, 2007

A crise dos mercados de capitais em decorrência da queda da bolsa da China mostrou a existência de um problema de risco devido a existência de uma alta correlação entre os mercados globais. Conforme informa a The Economist (10/3/2007, p. 68, We All Fall Down) a correlação está elevada. O índice Russell 2000 de pequenas empresas norte-americanas tem uma correlação de 94% com a SP500, o principal índice de Wall Street. Mais ainda, o índice internacional já não oferece qualquer diversificação: correlação de 95%.

A correlação mede a existência de relação entre duas variáveis. Variando entre -100% e +100%, quanto mais próxima de 100% maior a relação direta entre as variáveis. Isso indicaria que as duas variáveis caminham na mesma direção. Uma das máximas da gestão de risco é a necessidade de diversificação: os investidores terão menor risco, com retornos próximos, quando fazem diversificação.

Entretanto, a crise mostrou que isso já se tornou difícil.

Um outro aspecto destacado pela revista é que nos momentos de crise geralmente os investidores tendem a vender suas ações de forma conjunta. Esse efeito é danoso principalmente para os ativos com poucas negociações: nesses casos, a venda tem um grande impacto no preço.

Correlação

dezembro 12, 2006

Correlação entre os setores em cinco anos de mercado norte-americano

Fonte: Tickersense