Archive for the ‘patrimônio líquido’ Category

Iasb muda IAS 32

fevereiro 28, 2008


O International Accounting Standards Board (IASB) iniciou uma discussão para alterar o IAS 32 sobre a distinção entre equity financial instruments e other financial instruments (non-equity instruments).

Na apresentação da alteração, o IASB reconhece que os princípios do IAS 32 são difíceis de serem aplicados e que a sua aplicação pode levar a classificação errônea.

Clique aqui

Anúncios

Conta Lucros Acumulados foi extinta?

fevereiro 16, 2008

A redação da nova lei contábil para a Lei 6.404 não deixa dúvida que acabou a conta de Lucros/Prejuízos Acumulados no Patrimônio Líquido (clique aqui). Recebi um comentário afirmando que em outras partes da lei a conta ainda existe. E que a CVM iria regular sobre o assunto. Mas devemos lembrar que uma instrução da CVM não pode aumentar ou diminuir o alcance da lei.

Continuo achando que a conta acabou.

Acabou a conta "Lucros Acumulados"

janeiro 11, 2008

Observe o que diz o artigo da nova lei contábil:

“d) patrimônio líquido, dividido em capital social, reservas de capital, ajustes de avaliação patrimonial, reservas de lucros, ações em tesouraria e prejuízos acumulados.”

Onde está a conta “Lucros ou Prejuízos Acumulados”?

Verifique aqui e aqui

Celta e Futebol

dezembro 5, 2007

Uma reportagem interessante sobre o time de futebol Celta, da Espanha. O texto comenta uma dívida bruta de 84 milhões de euros, superior ao ativo, o que corresponde a uma situação de patrimônio líquido negativo. Ou, “quiebra técnica” da reportagem:

La auditoría encargada por el Consejo de Administración del Celta para poner al día la verdadera situación económica de la entidad y la posterior actualización del balance económico ofrecen una situación de quiebra técnica en el club. Esto ocurre cuando las deudas contraídas con terceros son mayores que el valor contable de los activos de una empresa.

La Junta General de Accionistas que se va a celebrar esta tarde aprobará un balance económico que indica que el Real Club Celta debe afrontar una deuda bruta de 83,9 millones de euros. En una situación de quiebra técnica los fondos propios del balance ofrecen un saldo negativo y es lo que ocurre en las cuentas que va a presentar hoy el Consejo de Administración, que recogen una cifra negativa de casi 36 millones en el capítulo de fondos propios.

El balance económico del Celta está en situación de «quiebra técnica»
La Voz de Galicia – 5/12/2007

Custo Operacional

agosto 23, 2007

Quando compramos certos produtos, como uma casa ou um carro, nós consideramos geralmente somente o preço de compra, esquecendo do custo operacional. Manutenção, reparos e melhorias podem ser significativos em certas situações. E geralmente descobrimos isto após a compra.

Este erro também tem sido cometido por empresas, quando adquirem uma máquina ou equipamento. E por milionários, como mostra o WSJ Blog (aqui). Segundo este blog, o custo operacional de um barco é cerca de 10% do valor da aquisição. Então, um iate de 150 pés que custa 24 milhões de dólares terá um custo operacional de cerca de 2,5 milhões por ano.

Para mansões, o cálculo é mais complicado pois depende das suas características e do número de empregados. De acordo com uma revista de milionários, para manter uma mansão de 3 mil a 5 mil pés quadrados, que a revista chama de “pequena”, o custo é de 100 mil dólares por ano. Já uma mansão média (entre 5 mil a 10 mil pés quadrados), o custo é maior: 650 mil dólares. Uma grande mansão pode ter um custo de 1,5 milhão por ano.

Um sortudo que ganha na loteria esportiva comete um erro em comprar uma mansão. O custo operacional anual pode acabar com a riqueza.

Em termos contábeis, é como uma empresa que investe seu capital (patrimônio líquido) num ativo (mansão), mas sem condição de gerar receita e lucro. A médio e longo prazo será necessário desfazer do ativo.

Patrimonio Líquido da Pessoa

junho 2, 2007

Qual a melhor maneira de medir o patrimônio líquido de uma pessoa ou família? O Patrimônio Líquido é o resultado da diferença entre os ativos e os passivos. Entretanto, em finanças pessoais, a mensuração do PL talvez pudesse ser feita da seguinte forma:

PL = Ativo – Passivo – Valor da Residência

Retirar o valor da residência poderia fazer sentido uma vez que seria a casa onde a família mora e possui uma iliquidez elevada. Clique aqui para uma discussão maior sobre o assunto.