Archive for the ‘Wal-Mart’ Category

O espaço ocupado pelo varejo

outubro 11, 2007

A figura mostra o espaço ocupado por diversas lojas do varejo. Fonte: Aqui A parte de baixo corresponde ao Wal-Mart.

Anúncios

Wal Mart perde influência

outubro 3, 2007

Wal-Mart continua forte, mas perde influência sobre o varejo
October 3, 2007 – Gary McWilliams – The Wall Street Journal

A Era Wal-Mart, um tempo de enorme influência empresarial e social do gigante do varejo na vida americana, está em seu estágio final.

Com uma combinação de preços baixos e incansável expansão, a Wal-Mart Stores Inc. emergiu do Estado rural do Arkansas nos anos 80 e reformulou a maior economia do mundo. O fundador Sam Walton e seus sucessores ensinaram os americanos a exigir preços cada vez mais baixos. Eles ajudaram a aumentar a produtividade geral dos Estados Unidos, reduziram a taxa de inflação e fortaleceram o poder de compra de milhões de pessoas. Também aceleraram a corrida para transferir a manufatura de produtos para a Ásia, levaram incontáveis pequenas lojas a fechar e aceleraram o declínio do comércio de cidades do interior. As mudanças que o Wal-Mart provocou são permanentes.

(…)

Wal-Mart com Medo da Tesco

agosto 31, 2007

Segundo o Financial Times (aqui e aqui ) a empresa Wal-Mart está considerando a aquisição de concorrentes no mercado norte-americano.

Esta proposta talvez seja uma resposta a abertura da Tesco´s nos Estados Unidos. A Tesco´s é um mercado de pequeno porte de origem inglesa. A tentativa da Wal-Mart de abrir lojas em grandes centros urbanos, como nas cidades de Nova Iorque e Chicago, enfrentou oposição política.

Responsabilidade Social da Wal-Mart

agosto 2, 2007

Muitas pessoas detestam a Wal-Mart. Agora mais um motivo. Uma reportagem da Newsweek (clique aqui para ler ) diz que a maior empregadora da iniciativa privada do Mexido, com 150 mil empregos, vem usando cerca de 19 mil jovens, entre 14 e 16 anos, para trabalhar de graça como empacotadores sem receber nada pelo serviço. Na sua rede chamada Superama existe um cartaz onde informa que os empacotadores são voluntários, onde a única recompensa são as gorjetas dos clientes.
A empresa se defende dizendo que isto é uma prática cultural no México.
Clique aqui para ler mais

Furtos no Varejo

junho 20, 2007

Os furtos no varejo sempre foram um problema para as empresas deste setor. Uma pesquisa mostra que somente no Wal-Mart Stores isto significa 3 bilhões. Este valor é significativo em qualquer lugar do mundo, mas representa cerca de 1% do faturamento desta empresa. Em média, nos Estados Unidos, a percentagem de vendas perdidas com furtos é de 1,6%.

A distribuição da origem do problema aponta de 47% para os empregados, 32% para os clientes, 14% são erros administrativos, 4% fraude dos fornecedores e 3% sem especificação de origem.

Mundo da Wal Mart

abril 21, 2007


Uma figura que diz tudo. A participação dos países na venda da Wal Mart norte-americana. Um exemplo de didática.

P.S. Observe como o “Made in Japan” perdeu o sentido (clique aqui)

Carrefour adquirindo o Atacadão

abril 20, 2007

Carrefour está perto de comprar o Atacadão
Valor Econômico – 20/04/2007

A rede francesa Carrefour está muito perto de comprar o Atacadão e, com isso, reassumir a liderança do ranking de supermercados no país, há muito perdida. No início da semana, o grupo obteve direito de exclusividade para negociar a compra da rede atacadista e haveria grandes chances de que a operação fosse fechada nos próximos dias.

O valor do negócio é estimado ao redor de R$ 2,5 bilhões, o que configuraria uma das maiores transações no setor. O Carrefour estaria disposto a fazer o pagamento integralmente em dinheiro. (…)

A primeira tentativa de venda foi feita em 2003 e não foi adiante. No ano passado, novamente foi reaberto o processo que, no entanto, tornou-se arrastado.

Os interessados questionaram contingências que encontraram nas auditorias e começaram a pedir que as contas do Atacadão passassem a ser auditadas por uma firma independente de primeira linha. Com isso, os prazos foram prorrogados e estava prevista para o fim de abril a entrega das demonstrações financeiras auditadas pela Deloitte. Enquanto os demais interessados aguardavam os números, o Carrefour teria se antecipado e feito uma proposta firme condicionada ao resultado da auditoria.

No ano passado, os controladores do Atacadão fizeram uma limpeza no balanço e teriam pago contingências da ordem de R$ 200 milhões. Ao mesmo tempo, a empresa passou por uma reestruturação societária, que agregou em uma única empresa todos os ativos a serem vendidos. A operação serviu para segregar os ativos não-operacionais que pertenciam aos sócios. (…)

1 bilhão por dia

fevereiro 24, 2007

Em 1955 a GM foi a primeira empresa com um faturamento de 1 bilhão por ano. Em 2006 tivemos a Wal-Mart e a Exxon com um faturamento de 1 bilhão por dia. Apesar da comparação ser prejudicada pela inflação do período e pelo fato da economia ter crescido no período. (Clique aqui para ler mais)

Just-in-time de empregados

janeiro 4, 2007


Notícia da Gazeta de hoje:

Wal-Mart muda rotina de trabalho atrás de eficiência
Gazeta Mercantil

Nova York, 4 de Janeiro de 2007 – A rede varejista Wal-Mart mudará o horário fixo de trabalho de grande parte de seus 1,3 milhão de funcionários para um sistema baseado no número de clientes que se encontram nas lojas em determinada hora, informou ontem o jornal The Wall Street Journal. A mudança será feita com a ajuda de um novo sistema de horários computadorizado e deve resultar em maior produtividade e satisfação dos consumidores. Em contrapartida, a medida poderá exigir maior flexibilidade e disponibilidade dos trabalhadores, em vez de contar com turnos confiáveis e cheques de salários previsíveis.

É o Just-in-time do empregado…