Archive for the ‘Xadrez’ Category

Recusou apertar a mão do adversário e perdeu o jogo

janeiro 21, 2008

Aconteceu no Torneio Corus (grupo B), um dos torneios mais fortes de xadrez. O jogador britânico Nigel Short ofereceu a mão para seu adversário, o bulgáro Cheparinov, que recusou. O juiz interpretou as regras do xadrez e deu a vitória, em um lance, para Short (é inevitável: talvez tenha sido o jogo mais curto de todos os tempos)

Aqui e aqui uma análise da notícia. Aqui o vídeo.

Nota: Posteriormente uma comissão analisou o protesto de Cheparinov e determinou que a partida reiniciasse, com um pedido de desculpas (aqui). Short ganhou a partida.

Anúncios

Ainda Bobby Fischer

janeiro 19, 2008

Aqui a sua partida mais famosa, quando era um adolescente.

Alguns fatos sobre Fischer:

– Participou 8 vezes do campeonato norte-americano de Xadrez. Venceu as 8. Num dos torneios fez 11 partidas e venceu as 11
– O mais jovem jogador a participar de uma seletiva para o título mundial
– Venceu por 6 a zero dois dos maiores jogadores do seu tempo
– Criou uma alternativa ao xadrez, onde o jogador não é testado na sua capacidade de decorar aberturas
– Criou um relógio para jogar xadrez

Morreu Bobby Fischer

janeiro 18, 2008

Morreu Bobby Fischer, ex-campeão norte-americano de xadrez. Durante a guerra fria, Fischer conseguiu vencer o soviético Spassky. Logo depois, recusou a jogar com Karpov e perdeu o título. Na década de 90 fez amistosos na antiga Iugoslávia com Spassky e por isto os Estados Unidos pediu sua extradição. Recentemente foi detido no Japão e exilado na Islândia.

Coincidência ou não, Fischer morreu com 64 anos de idade, número das casas de um tabuleiro de xadrez.

Rir é o melhor remédio

janeiro 15, 2008

A figura diz “Kasparov [antigo campeão do mundo de xadrez] ganha de Deep Blue [programa da IBM de xadrez] com uma jogada”

Enquanto isto, ocorre o torneio de xadrez Corus, o mais forte do mundo. Hoje acontecerá a 4a. rodada e pode ser acompanhada ao vivo por este endereço. Na terceira rodada, uma chinesa de 13 anos ganhou de Nigel Short, um grande mestre britânico.

Links

dezembro 11, 2007

1. Dívida de Curto Prazo e Manipulação dos Lucros – Segundo uma pesquisa recente, empresas com mais passivo circulante são mais susceptíveis de gerenciar resultados.

2. 200 maneiras de pesquisar sobre uma empresa

3. Problema de xadrez proposto por Euler: O salto do cavalo

4. Auditores encontraram no Iraque

Copa do Mundo de Xadrez

dezembro 10, 2007

A copa do Mundo de Xadrez em Khanty-Mansiysk, Rússia, está chegado ao final. Dos mais de cem jogadores, que disputaram jogos entre si, sobraram 4. Os brasileiros (quatro) foram eliminados já na primeira rodada. A cada rodada eram eliminados metade dos jogadores. Os finalistas são o espanhol naturalizado Shirov (rating de 2739), o norte-americano Gata Kamsky (rating de 2714) e duas jovens promessas do xadrez, o norueguês Magnus Carlsen (rating de 2714, que recentemente completou 17 anos) e o ucraniano Karjakin (rating de 2694). Na rodada de domingo, dois empates (Carlsen x Kamsky e Shirov e Karjakin).

O sistema de rating no xadrez é muito interessante e realmente apresenta a força de cada jogador. Quando um jogador de rating de 2694, como é o caso de Karjakin, enfrenta um outro jogador de 2739, como é o caso de Shirov, o rating está mostrando que Shirov é favorito. Além disto, também é calculado o rating do torneio (levando em consideração somente os jogos do torneio) e este mostra que Shirov enfrentou adversários mais difíceis de forma melhor que os concorrentes: Shirov, 2896; Carlsen, 2824, Karjakin, 2788 e Kamsky, 2784). Os jogos podem ser acompanhados pela internet pela manhã no aqui:

Pirataria de livros

outubro 18, 2007

Se você acredita que a questão da pirataria é algo novo, “advindo da globalização da economia”, mude de idéia. Uma repostagem (aqui) mostra que na década de 70 muitos livros foram publicados em países desenvolvidos (incluindo Canadá) e que eram cópias de obras que foram origalmente publicadas em outros países. As diferenças estavam principalmente no título e no nome do autor. Mais interessante ainda é que os livros analisados são bastantes específicos: livros de xadrez. No link existe uma boa mostra destas obras.

Novo Campeão do mundo de xadrez

outubro 2, 2007

Terminou no sábado o campeonato mundial de xadrez. Apesar da ausência de Kasparov, agora um político que tenta enfrentar o presidente Putin, do ucraniano Ivanchuk, do bulgário Topolov e da jovem promessa noruguesa Magnus Carlsen, o indiano Anand teve todos os méritos de ficar com o título. Em segundo, o ex-campeão russo Kramnik e o israelense Gelfand. Particularmente gostei mais de acompanhar as partidas de Gelfand, mas o fato é que Anand não perdeu nenhuma partida (e empatado 9 delas, além de 5 vitórias) e teve sorte em algumas partidas. Na nova lista de FIDE, com os ratings dos melhores jogadores atuais, ele também aparece em primeiro, com 2801 pontos. Em segundo, Ivanchuk (2787), depois Kramnik (2785) e Topolov (2769). A primeira mulher continua sendo Polgar, com 2708. As duas maiores promessas do xadrez, Radjabov (2742, 8o. da lista) e Carlsen (2714, 17o.) também estão bem pontuados.

Xadrez: mulher ou homem?

junho 7, 2007

Mulheres representam 1% dos grandes mestres em xadrez. Somente uma mulher, Judith Polgar, está entre os vinte melhores jogadores do mundo. A desvantagem é por diferenças de habilidades cognitivas, por insegurança ou outra razão. Discussão no The Independent

Não espere muito do Xadrez

maio 23, 2007

Um comentário interessante do Blog do Wall Street Journal (de 3/maio/2007) diz para não esperar muito do Xadrez.

Ao longo dos anos, jogar xadrez tem sido incentivado como uma forma de melhorar o desempenho da criança e do adulto. Apesar de alguns descrentes, como Millor Fernandes, que certa vez afirmou que a inteligência do Xadrez só serve para jogar Xadrez, a associação entre desenvolvimento intelectual e o jogo de xadrez tem sido ressaltada.

O artigo do Wall Street Journal considera que os benefícios do xadrez são exagerados. Assim, a memorização da posição de xadrez, comum para os grandes jogadores, não é útil em outras áreas. (E hoje o jogo de xadrez depende muito desta memorização). Outro aspecto é que o xadrez pode influenciar negativamente na personalidade do indivíduo. (É interessante notar que ouvi este aspecto do prof. José Matias Pereira, num bate-papo que tivemos)

Entretanto, o próprio blog reconhece alguns benefícios. Xadrez encoraja a criança a trabalhar pesado para descobrir algo a partir do seu estilo. Além disto, xadrez é uma das poucas competições onde ainda prevalece o espírito amador. Nenhuma criança escolhe o xadrez para ganhar dinheiro ou fama.

Como pai de um ex-jogador de xadrez, que chegou a ser bi-campeão do Centro-Oeste e com grandes perspectivas, mas que abandonou o jogo por motivos que até hoje não consigo entender direito, achei muito interessante o posicionamento do blog.